Além dos Muros da Escola

Como surgiu a Covid-19?

Diante da complexidade da maior pandemia dos tempos modernos, é muito importante que estejamos cientes de como esse vírus se comporta e o que podemos fazer para evitar o contágio e a transmissão. Mais do que nunca, nossa maior arma é a informação, por isso as turmas do 6º ano conversaram com um infectologista para tirar suas dúvidas.

Autoria: Simei Ribeiro de Souza, professor de Ciências do 6º ano do Ensino Fundamental.

Desde o final de 2019, com o surgimento do vírus SARS-CoV-2, temos sido bombardeados com informações sobre contaminação, taxas de letalidade, grupos de risco e, principalmente, as medidas que devemos tomar para reduzir os riscos de transmissão do vírus. Todo esse conhecimento é vital para que possamos passar por essa fase, cuidando de nós e dos nossos entes queridos.

Porém, com tantas fontes de informação – que, por vezes, são até contraditórias – o surgimento de dúvidas é praticamente inevitável. Além disso, a maior das questões continua a pairar sobre nossas cabeças, cada vez mais forte: quando teremos um fim para essa pandemia e poderemos voltar à nossa vida normal?

Para responder a esta e a muitas outras perguntas, convidamos o infectologista Tomás Chagas Neto para um bate-papo com os alunos do 6º ano do Fundamental II. Em sua explanação, o profissional apresentou diversos aspectos sobre o patógeno, a origem da COVID-19, a comparação com outros coronavírus que já circulou entre nós e a ação do SARS-CoV-2 no nosso organismo, que o torna responsável pela perda de tantas vidas.

Os alunos do Santa Maria puderam questionar o especialista sobre suas dúvidas. Suri Oliveira, por exemplo, perguntou a respeito da eficácia das diversas vacinas que foram produzidas para combater o coronavírus. Já Gabriel Serbino quis ouvir sobre a segurança do retorno às aulas, uma preocupação relevante no momento atual, pois a volta à escola exige cuidados de todos nós, alunos, pais, professores e os demais profissionais e colaboradores. Também surgiram perguntas relacionadas à sobrevida do vírus, sobre as quais Dr. Tomás explanou detalhadamente, conforme se pode ver nas imagens abaixo.

Ficamos muito satisfeitos com o interesse dos alunos em ouvir e debater um tema tão complexo e atual. Afinal, esses pequenos pensantes serão responsáveis por todas as grandes questões que ainda deverão ser questionadas e respondidas.

Você também pode se interessar
Tags: ,

Posts similares

Menu