Além dos Muros da Escola, Metodologias Ativas

Conversando com jovens de Moçambique

Você sabia que se fala português em Moçambique? O que pensam os jovens de lá sobre tecnologia, sobre adolescência? Com a colaboração da Liga dos Escoteiros de Moçambique, as turmas do 7º ano do Santa Maria conversaram com jovens que vivem naquele país sobre estes e muitos outros assuntos. As entrevistas completas estão disponíveis para a leitura aqui. Aproveite!

Autoria: Maria Biscaia, professora de Português do 7º ano do Ensino Fundamental.

Temos aproximadamente 280 milhões de falantes de Língua Portuguesa pelo mundo. Sabemos, claro, que a maioria deles está em nosso país, outra parcela em Portugal, mas e os demais? Nosso trabalho de descobertas e exploração da comunidade lusófona começou com a leitura do livro “Contos de Moçambique”, de Christian Piana e Luana Chnaiderman, e, em parceria com História e Geografia, levantamos muitos dados sobre o país.  As aulas também contaram com um estudo aprofundado sobre o gênero textual entrevista.

O grande dia

Dessa forma, todos os participantes puderam se preparar para o encontro tão esperado e emocionante, quando nossos alunos se transformaram em entrevistadores e conversaram, via Google Meet ou Zoom, com jovens de Moçambique sobre o tema “Tecnologia e pandemia”. Eles falaram sobre como estão as escolas, como os moçambicanos têm feito uso da internet, se conhecem a expressão “cancelamento”, entre outras coisas. Foi dada ênfase para o fato de sermos falantes de português no Brasil e em Moçambique. Das conversas saíram entrevistas muito interessantes, que mostraram como nossas culturas apresentam pontos de grande convergência, como o gosto pelo futebol e o uso do amendoim na culinária, mas também as ricas diferenças entre nossos povos.

Depoimentos

“Entrevistar os jovens de Moçambique foi uma experiência muito boa, e eu fico feliz de ter tido essa oportunidade, pois mesmo sendo de continentes diferentes, eles falam a nossa língua, mesmo que com um pequeno sotaque…. Gostei muito de aprender um pouco mais sobre a cultura deles, e também, sobre sua rotina diária, e fiquei ainda mais impressionada quando eles falaram que falavam mais de duas ou três línguas!” – Anna Júlia Rampim Ferreira

Foi uma experiência única! Afinal, entrevistar pessoas de outro continente, conhecendo um pouco mais sobre o seu dia a dia, a sua cultura e costumes, não é algo que acontece todo dia!” – Carolina Felix da Silva

 “Ter a oportunidade de entrevistar os moçambicanos foi muito interessante, pois conversamos com pessoas de outro continente sem a barreira do idioma. Com suas respostas, eles nos contaram sobre a cultura em Moçambique, jogos, comidas e modo de viver. Fiquei muito honrado em fazer parte disso” – Lucca Parsit Vivone

Clique aqui e veja a entrevista 01

Clique aqui e veja a entrevista 02

Você também pode se interessar
Tags: , ,

Posts similares

Menu