Educação Infantil

Colo: um cuidado que educa pelo afeto

Relacionamento entre crianças e professores da Educação Infantil é determinante para ambiente positivo e objetivos de aprendizagem

Autoria: Gisele Coli Nahime, professora do Jardim I e Pré do Colégio Santa Maria

“Não sei se a vida é curta ou longa para nós, mas sei que nada do que vivemos tem sentido, se não tocarmos o coração das pessoas. Muitas vezes basta ser: colo que acolhe, braço que envolve, palavra que conforta, silêncio que respeita, alegria que contagia, lágrima que corre, olhar que acaricia, desejo que sacia, amor que promove. E isso não é coisa de outro mundo, é o que dá sentido à vida” – Cora Coralina

Conforme a premissa de Cora Coralina, o afeto é fundamental em todas as fases da vida, e na escola não poderia ser diferente. Aliás, não pode! Na Educação Infantil do Colégio Santa Maria, esse sentimento se faz presente desde o momento em que começamos a planejar as aulas, em janeiro, segue quando recebemos nossa turma, pensando em propostas para o período de acolhimento/adaptação, e se mantém ao longo do ano todo.

O afeto se manifesta em pequenos gestos e por meio de nossas atitudes. Flui quase como um instinto, algo natural: no olhar, no toque para aquela criança que gosta e precisa desse contato ou no diálogo para aquelas que sentem esse carinho de outras formas. Cada pequenino sente, recebe e o retribui de forma particular, de acordo com suas características, seus sentimentos, e assim deve ser compreendido, visto, valorizado e respeitado.

Falar sobre este tema me toca a alma porque o afeto é a ponte para a criança se sentir segura, feliz e acolhida nesse ambiente, que a princípio é tão diferente para ela, mas que, aos poucos, se torna sua segunda morada.

Caminho para a aprendizagem

Construindo vínculos afetivos, tanto com as professoras como com seus colegas/amigos, as crianças desenvolvem o prazer, a alegria e o desejo de vir à escola. Assim, cada vez mais envolvidas e engajadas com as propostas apresentadas, possibilitam o desenvolvimento do processo de aprendizagem de forma muito mais prazerosa, saudável e harmoniosa, consolidando nosso trabalho e alcançando os objetivos de forma positiva.

Nosso objetivo é criar um ambiente em que todas se sintam abraçadas, seguras e confiantes e, assim, de maneira confortável, consigam construir novas aprendizagens, estabelecer relações com seus conhecimentos prévios, desenvolver diferentes habilidades, enfrentar e vencer suas dificuldades, rompendo suas barreiras e alcançando novas conquistas, construindo novas sinapses cerebrais, possibilitando maior flexibilidade neural, aumentando os estímulos para a aprendizagem e favorecendo a formação da memória.

Experimente conversar com seus filhos em casa, perguntando sobre as lembranças de anos anteriores, sobre fatos que mais marcaram. Tenho certeza de que as respostas serão diversas, mas que todas terão algo em comum: a alegria de algo que viveram, as relações de afeto e carinho. 

E como diz João Carrascoza, “se a generosidade é a ponta do novelo, a gratidão é a outra, que com ela coincide quando ao meio há afetos”. Nós, professoras, também recebemos sinais de afeto e carinho por gestos diários e simbólicos.

Você também pode se interessar
Tags: , , , ,

Posts similares

Menu