Ensino Médio

Geometria Espacial no Espaço Maker

Autoria: Roberto Wagner Carbonari – Professor de Matemática do Ensino Médio do Colégio Santa Maria.

Ao término do ano letivo de 2021, participei de uma reunião pedagógica para apresentar o Espaço Maker do Colégio aos docentes. O espaço permite múltiplas possibilidades pedagógicas para todas as áreas do conhecimento, e confesso que fiquei encantado. Aí logo veio a pergunta: o que posso fazer para aproveitar este espaço?

Figura 1: Planificação – prisma de base pentagonal

O curso de Matemática da 3ª série do Ensino Médio começa por uma revisão geral da Geometria Plana, para, em seguida, associar os conceitos da Geometria Plana à Geometria Espacial. As turmas foram divididas em grupos de cinco ou seis alunos que tinham como tarefa escolher um sólido geométrico e montar uma proposta de planificação, determinando a área planificada e o volume do sólido escolhido. A atividade foi realizada no pátio da escola, num ambiente bem descontraído (figura 1).

Na aula seguinte, também no pátio da escola, com a participação da equipe de Tecnologia Educacional do colégio, a proposta de planificação foi realizada e registrada no computador usando a ferramenta digital: https://www.designer.io/en/offers/freegravit. Os educadores do NETi (Núcleo de Educação e Tecnologia da Informação)  foram de extrema importância e dedicação, ajudando e orientando com muito carinho na realização desta etapa.

Figura 2: Alguns dos sólidos geométricos produzidos.

Finalizada esta fase, os grupos enviaram seus projetos por e-mail. Na etapa seguinte, já no Espaço Maker, iniciamos a finalização da produção. Alguns erros cometidos foram detectados e corrigidos, com refazimento da planificação dos casos que apresentavam problemas de execução e impressão. Iniciou-se então a etapa de impressão das planificações usando uma impressora que corta e vinca as peças de forma a facilitar as dobras (figura 2). Foram impressos os sólidos em quantidade suficiente para a sala toda; desta forma, todos os alunos receberam uma cópia dos sólidos produzidos por cada um dos grupos.

Os sólidos produzidos foram usados em sala de aula para a continuidade do trabalho com Geometria Espacial, analisando seus elementos e partes, como: vértices, arestas laterais, arestas da base, apótemas, área lateral, área da base, área total, altura, diferenciação entre sólido reto e oblíquo, volume, comparação dos sólidos produzidos com os sólidos em acrílico existentes na escola. Foi recomendado que em cada sólido fossem identificados tais elementos, além de registrar as fórmulas para cálculo de área e volume. Assim, a cada problema a ser resolvido em sala de aula, a figura correspondente poderia não só ser observada, mas manipulada, reforçando habilidades importantes envolvendo tridimensionalidade.  Os objetos produzidos permitem uma associação rápida da Geometria Plana para a Espacial e vice-versa, habilidade necessária para resolução de problemas com competência, facilitando uma melhor compreensão dos conceitos e fazendo com que algo abstrato possa se tornar concreto.

Para cada demonstração ou fórmula apresentada aos alunos, foi sugerido que montassem uma ficha-síntese para uso em sala de aula. Das fichas produzidas, uma foi escolhida para uso nas avaliações ao longo do bimestre.

Figura 3: Síntese das fórmulas

Depoimentos de alunas e alunos ajudam a entender o potencial deste tipo de atividade na aprendizagem:

“Gostei bastante de ir ao Espaço Maker, já que aprendi muito sobre geometria espacial de um modo super descontraído; não foi igual às aulas que normalmente tendem a ser mais maçantes. O projeto me ajudou muito a entender várias partes do conteúdo, mas principalmente sobre a planificação das figuras; sem esse projeto com certeza eu não teria tido o mesmo desempenho que tive. Assim que fiquei sabendo que uma ficha de fórmulas seria escolhida para estar na capa da prova, nunca imaginei que seria a minha, porém, no momento em que a minha foi escolhida eu fiquei muito feliz e honrada. Quando eu a vi na avaliação, fiquei muito contente de poder estar ajudando todos da minha série, e de que a ficha escolhida tinha sido a minha!”  – Fernanda T. Seto (3ª série do EM).

“Durante as aulas de matemática, consegui entender a teoria das formas planas e dos sólidos geométricos. A partir desse conhecimento, pude comprovar na prática como é possível construir uma figura em três dimensões; além disso, fiz cálculos sobre a área e o volume que se mantiveram quase iguais aos resultados obtidos na prática. Dessa forma, o Espaço Maker, além de ser um espaço para a criação, também se tornou um local para o desenvolvimento e aperfeiçoamento do conhecimento mantido em aulas.” – Davi N. Matias (3ª série do EM)

Você também pode se interessar
Tags: , ,

Posts similares