Linguagens, Metodologias Ativas

Arte e Sensibilidade

Turmas do 9º ano estudam inspirações e influências de artistas expoentes das artes plásticas e produzem trabalhos artísticos carregados de significado.

Autoria – Adriana Pistori, professora de Arte do 8º e 9º ano do Ensino Fundamental

Quando falamos em Arte, nos referimos diretamente à produção criativa, que é fruto das ideias e dos sentimentos do artista. Todas as influências do meio e as relações interpessoais vivenciadas irão compor o repertório de um indivíduo e fará parte da inspiração artística.

Quando Picasso pinta “Guernica”, demostra todo seu horror perante a Guerra Civil Espanhola e o bombardeio das tropas de Franco, que destruíram a cidade que leva o mesmo nome da obra. Picasso, imbuído de um sentimento de horror, retrata o poder de destruição da guerra e suas mais tristes consequências.

Segall, por sua vez, retrata na obra “Navio de Emigrantes” a dura travessia de imigrantes de várias nacionalidades em busca de um lugar melhor para se viver. Essa obra mostra suas experiências nas viagens de navio, retratos de diferentes tipos humanos, o cotidiano dos marinheiros, detalhes construtivos das embarcações, a experiência da imensidão do oceano em confronto com a fragilidade do destino humano. A obra é uma homenagem aos imigrantes, um testemunho veemente da história do século XX.

O artista também retrata outros momentos históricos, como na tela Pogrom, onde mostra a violência e o massacre genocida dirigido contra os judeus. O crítico Geraldo Ferraz aproximou o Pogrom de Segall à Guernica de Picasso: “Como se situaram próximos esses dois quadros de tamanha verdade: [em Picasso] o cinza recobre simbolicamente toda a atmosfera após o bombardeio e o incêndio da cidade basca, [e no Pogrom] é a grande tragédia do povo judeu que nos acusa em sua imobilidade”.

Já Jackson Pollock demonstra em suas telas todo seu pensamento e o ato criativo corporal, pois uma das características mais significativas nessa maneira de pintar era o fato de o artista precisar “entrar” na tela, realizar grandes movimentos e imprimir seu gesto, quase como uma dança, transmitidos em forma de linhas, respingos e texturas espontâneas. Todo o seu inconsciente e sua personalidade volátil aparecem nessa maneira de pintar, que recebeu o nome de “Action Painting”. Esses artistas foram estudados e apreciados pelas turmas do 9º ano nas aulas de Arte, através do conhecimento das suas vidas e a fruição de suas obras.

A partir desses estudos, os alunos puderam perceber como suas experiências e sentimentos podem estar presentes no ato criativo, em uma composição. Aproveitamos os sentimentos latejantes que surgiram nesse momento de reclusão e isolamento social, devido à pandemia, para mostrá-los em diferentes tipos de produções artísticas, com inúmeras técnicas e suportes. O resultado foram trabalhos incríveis, profundos, sensíveis, criativos e únicos, frutos da vivência e da falta de convivência que nos foi imposta.

Você também pode se interessar
Tags: , ,

Posts similares

Menu