O papel do jogo na educação das crianças

O jogo é um grande aliado no desenvolvimento linguístico, corporal, afetivo e cognitivo na primeira infância. A partir dele, a criança desenvolve o jogo simbólico e as linguagens não-verbais para transformá-las em instrumentos de pensamento.

Segundo Tizuko Kishimoto, professora livre docente da USP, o ser humano é um ser simbólico, que se constrói coletivamente e cuja capacidade de pensar está ligada à capacidade de sonhar, imaginar, jogar com a realidade. Partindo desse ponto de vista, através da linguagem lúdica e simbólica do jogo, a criança pode aprender a lidar com situações reais do seu cotidiano.

Com base nessa premissa, a ludicidade é um convite para as crianças da Educação Infantil do Colégio Santa Maria aprenderem brincando. Dentre as várias opções, está o “Covid”, um jogo de cartas cooperativo onde todos conversam entre si a melhor estratégia para prevenir que o vírus escape e chegue até nós. Com algumas regras que deixam a partida dinâmica e desafiadora, as crianças aprendem sobre o vírus e a prevenção e também a debater, ouvir, argumentar, esperar sua vez, pensar de forma coletiva etc.

Nesse tipo de jogo cooperativo ou colaborativo, todas as crianças vencem ou perdem. Ou seja, toda ação influenciará na conclusão dos objetivos coletivos. Ao mesmo tempo que traz um assunto atual para as crianças aprenderem, as regras as levam a vivenciar situações cotidianas de convivência.

Você também pode se interessar
Tags: , , ,

Posts similares

Menu