Plantando o bem

Uma história milenar é o ponto de partida para refletir sobre o melhor que somos e o que podemos oferecer de melhor. Todos estão convidados a fazer parte dessa corrente do bem deflagrada pelas turmas do 5º ano!

Autoria: Veronice Leal e Rosana Daher, professoras do 5º ano do Ensino Fundamental do Santa Maria

Em tempos de isolamento social, a reflexão se faz presente no cotidiano de cada um. Assim, propusemos aos alunos do 5º ano do Ensino Fundamental a leitura da narrativa “O Grão de Mostarda”, escrita há mais de mil anos. Nas conversas a respeito do seu conteúdo, levantamos questões como: Que sentimentos você quer cultivar? Dentro de cada um há um valor imensurável e que necessita de muita perseverança e fé para não se perder diante das dificuldades, correto?

Às vezes, começamos com uma ideia pequenina, que pode se multiplicar e se transformar em uma campanha de solidariedade ou “contaminar” o outro com atitudes positivas e a força do bem. Sementes se reproduzem, se transformam, são lançadas para germinar e multiplicar… O que fazer, então, para “plantar” solidariedade, paz, fé, enfim, valores?

Para iniciar a “corrente do bem”, os alunos criaram cartazes com sementes, incentivando as pessoas com palavras, mensagens e espalhando notícias boas. Afinal, relatos negativos e más notícias, os jornais, a internet, o rádio nos apresentam continuamente.  O que é preciso? Oferecer o antídoto: panoramas e palavras que tragam benefícios para a coletividade e esperança para os dias atuais.

Se você quiser levar essa positividade adiante, inspire-se vendo aqui um vídeo bem curtinho da parábola sobre o grão de mostarda:

Arte dos alunos

Você também pode se interessar
Tags:

Posts similares

Menu